© 2023 por Fazendo Barulho. Orgulhosamente criado com Wix.com

  • Facebook Clean Grey
  • Instagram Clean Grey
  • Twitter Clean Grey
  • YouTube Clean Grey

Despedida

19.04.2016

Lembro exatamente do dia em que te vi pela primeira vez. Meu mundo parou. De repente eu não tinha olhos pra mais nada. Nunca acreditei nessa história de amor à primeira vista mas... pra tudo tem uma primeira vez.

Passei dias na indecisão entre tomar uma atitude ou desencanar. Eu sabia onde você estaria, mudava meu caminho e fazia questão de passar por você pra te namorar de longe. Como diria o Felipe Dylon, eu contava as horas pra te ver. Não sosseguei até ter você pra mim e finalmente te chamar de "meu". Não sei o que você tinha de tão diferente dos outros pra me chamar a atenção assim, mas tinha. Nem era tão mais bonito que os outros, mas era cool, e sua beleza estava nos detalhes que quase ninguém enxergava. Eu enxerguei.

Quando finalmente consegui ter você aos meus pés, nenhuma expectativa foi quebrada. Por mais que meus amigos me falassem que existiam outros melhores que você, e que "especialistas" me dissessem que você não era o meu tipo, ninguém me convencia. Confiei na minha intuição e te mantive sempre comigo. Eu estava feliz. Você trazia cor aos meus dias, estava presente nos meus melhores momentos, fazia parte das minhas conquistas. Não são todos que conseguem isso. 

Nunca discutimos fidelidade, você não é do tipo que fala muito, na verdade. Experimentei outros, confesso, pra ter um plano B caso as coisas dessem errado com você. Com eles, parecia que não era natural, a coisa não fluía, não tinha encaixe. Fora uns que sempre pegavam no meu calo por não me conhecerem tão bem quanto você. Com você era confortável, já estava acostumada ao seu jeito. 

Até que o que mais temia aconteceu. O tempo passou e o desgaste veio à tona. Sem querer, você começou a me machucar. Eu tentei mudar meu estilo, ir mais devagar, mas nada adiantou. A alegria deu lugar à dor. Nessa hora, por mais que eu gostasse de você, resolvi pensar em mim. Quando a gente começa a sofrer mais do que ter momentos bons, é porque alguma coisa tá errada. E por mais que seja difícil, é preciso desapegar. 

Tenho certeza que você vai encontrar alguém que precisa do que você tem a oferecer, sem tirar nem pôr. Você sabe que o problema não é você... é só que você não serve mais pra mim. Vou caminhando descalça até encontrar outro substituto a sua altura, e te deixo livre para fazer outra pessoa feliz tanto quanto você me fez.

 

Obrigada por tudo, meu querido tênis velho. 

Please reload

Modalidades