© 2023 por Fazendo Barulho. Orgulhosamente criado com Wix.com

  • Facebook Clean Grey
  • Instagram Clean Grey
  • Twitter Clean Grey
  • YouTube Clean Grey

A escolha de um frequencímetro com GPS

17.06.2016

Pois é minha gente, que a vida é feita de escolhas todos nós sabemos. E que cada escolha é uma renúncia, também! Mas que eu nunca imaginei que fosse demorar tanto pra conseguir escolher um relógio com medidor cardíaco e GPS... nunca. Eu sou indecisa pra caramba, aquele tipo de pessoa que odeia ir em restaurante que tem muita opção de comida pra não sofrer com a escolha no cardápio, e isso pode ter deixado o processo ainda mais complicado.  Mas no meio de tantas marcas, modelos e versões eu finalmente escolhi o meu!

Pra tranquilizar os iniciantes, um relógio com frequencímetro e GPS NÃO é um item essencial pra correr. Eu me virei muito bem nos meus 4 anos de corrida só monitorando as distâncias  dos treinos com os aplicativos de celular, e mais recentemente monitorando os batimentos com um medidor cardíaco que ganhei dos meus amigos (valeu gente! s2)! Decidi comprar o frequencímetro com GPS depois da meia maratona da Nike, em que a bateria do meu celular acabou no meio da prova e eu pirei sem saber a que pace e distância estava. Além disso, quero conseguir estruturar um pouco mais meus treinos e acompanhar minha evolução com mais precisão para me preparar para a minha primeira maratona. É aquele tipo de coisa que precisar precisar, a gente não precisa, mas ajuda.

 

Vou elencar as etapas do meu processo de escolha (que acaba valendo pra vários outros eletroeletrônicos) e no próximo post conto mais sobre as funcionalidades (porque ainda tô aprendendo a mexer, rs) do modelo que escolhi! Fiquem à vontade para comentar como foi com vocês!

 

Obs: os preços apresentados no post foram pesquisados entre 15 e 16/06/2016. Não me responsabilizo por variações e não necessariamente são os mais baratos do mercado! Vale procurar ;)

 

1) Definir até quanto você está disposto a investir

Como todos os produtos na vida, a variância de preços é enorme. Existem monitores cardíacos sem  GPS a partir de R$ 100,00, que são uma ótima opção para quem só quer medir os batimentos, a exemplo deste: Monitor cardíaco Oregon. Existem relógios com GPS sem frequencímetro na faixa de R$ 700,00, como o Garmin Forerunner 10 e frequencímetros com GPS a partir de R$ 900,00, como o Garmin Forerunner 15, com limite  ao infinito porque vi modelos até de R$ 4.000,00 enquanto procurava e deve existir algum mais caro, rs. Definir a faixa de preço ajuda bastante a já focar em alguns modelos para então compará-los (e já nem olhar para os que você não pode pagar, o que foi meu caso! rs). 

 

2) Entender um pouco sobre as funcionalidades e se apegar ao que é essencial para você agora

Será que você precisa de um relógio que calcule quanto tempo você teve contato com o solo? Seu limiar de lactato? Comprimento da passada? Um relógio que você consiga controlar a música que escuta? Ou para você basta saber que distância percorreu? Faz questão de não usar uma cinta para medir batimentos cardíacos e quer que a medição seja no pulso? Proporcional ao número de funcionalidades, é o preço do relógio, então saber se você precisa de uma bússola e um barômetro no relógio ou se você consegue viver sem eles também pode te ajudar a filtrar opções.

 

3) Visitar sites de comparação de funcionalidades e buscar resenhas

Ainda na linha do tópico anterior, uma ferramenta prática para comparação de modelos é o site Versus (https://versus.com/br), que mostra por quantos motivos você deve escolher entre um modelo e outro e quais são os diferenciais de cada um:

Vale também digitar o nome do relógio que você pretende comprar no Youtube e ser apresentado a uma sééérie de vídeos sobre ele. Tem vídeo falando do porquê não comprar, tem vídeo mostrando o funcionamento, tem vídeo mostrando um cavalo usando o relógio (mentira, isso não tem) mas tem de tudo. 

 

4) Fazer benchmarking com os amigos corredores ou na internet

Perguntei a vários amigos quais relógios eles utilizavam e o que achavam de bom/ruim nos modelos. Pedi recomendações aos seguidores do Vou Corrindo no Instagram e recebi dicas super legais! Pra mim a principal propaganda de um item ainda é a boca-a-boca, a opinião de conhecidos (ou não!) conta muito. Dentre os principais modelos que me recomendaram estavam, da Garmin, o Forerunner 220, o 620, 15 e 630, mas me atentaram a ficar esperta com as novas versões de todos esses modelos. Também me recomendaram a marca Suunto, mas só encontrei modelos caros comparando as funcionalidades, e a Tomtom foi um pouco criticada.

Buscar reclamações sobre assistência técnica e durabilidade dos produtos e marcas em sites como o Reclame Aqui também é válido. A gente nunca espera precisar usar a assistência, mas vai que Murphy resolve nos acompanhar em uma corridinha, né?

 

E por último...

5) Abuse e use de sites de comparação de preço e promoções

Eu até tentei comprar o relógio no exterior com amigos que foram pro Paraguai (kkkk) ou EUA mas no fim não deu certo. Com o real tão desvalorizado, às vezes nem vale tanto a pena. Por um lado foi bom porque tive a opção de parcelar aqui no Brasil. De qualquer forma, depois de decidir entre 2 modelos que queria, fiquei monitorando os preços no site Zoom.com.br e fiquei de olho em promoções. Eu estava entre o Forerunner 220 e o 230, se achasse uma opção "barata" do 230 compraria, se não ficaria com o 220 que pra mim já atendia às expectativas. No fim das contas, acabei comprando o Garmin Forerunner 230 no site Girafa (que eu não conhecia mas recomendo!!) por R$ 1.319,00. Conferi o preço hoje e tá R$ 1.750,00 :OOOOO!!! Acho que dei sorte. Por isso, fiquem espertos com promoções, coloquem alertas nos sites e façam figas porque uma hora a promoção aparece! :)

 

Tão bonitinho =) 

 

Ainda estou aprendendo a mexer, por isso o post sobre as funcionalidades do relógio vai ficar pro futuro! Rs! Por enquanto estou super satisfeita com a compra.

 

Espero que tenha ajudado outros corredores indecisos ao compartilhar meu processo burocrático e que exige paciência na hora de investir em um relógio. Afinal, não é barato...

 

E você, tem algum? Também sofreu na hora de escolher? Conta pra gente nos comentários!

 

 

Please reload

Modalidades